29 de abr de 2014

Irmãs pela fé: Alina

Viajando por um país da Ásia Central há alguns meses, uma equipe da Portas Abertas conheceu três mulheres. Todas deram sua vida para Cristo e agora pagam o preço de sua fé. Leia o testemunho de Alina
Alina_17042014.jpg
Alina tem 39 anos e trabalha como professora-chefe em uma das escolas de ensino médio da região. Ela se tornou cristã há sete anos e é mãe de quatro crianças; três delas estão na escola.

Atualmente, os professores assediam as crianças pela sua fé ao não permitirem que elas mencionem que são cristãs e por forçá-las a orar Namaz - a oração muçulmana. Recentemente, o governador do país assinou uma lei que permite ensinar e estudar as principais religiões do mundo. Os estudantes e seus pais têm o direito de escolher qual religião eles preferem estudar ou ainda podem optar em não participar. A maioria dos estudantes escolheu estudar o islã, já que vivem em um país muçulmano. Não há professor de cristianismo na escola.

O professor de estudos islâmicos tem pressionado os filhos de Alina a aceitarem o islamismo, mesmo sabendo que eles são cristãos. Ele também os força a fazerem orações muçulmanas.

"Eu temo pelos meus filhos. Eu não sei o que esperar", compartilha Alina com os olhos cheios de lágrimas. "Todos os dias eu os envio para a escola e não me preocupo com suas notas. Minha única oração é para que eles não sejam zombados ou mal tratados por sua fé." O marido de Alina a abandonou com seus quatros filhos há seis anos, após saber que sua esposa havia se tornado cristã.

Ore por Alina e seus filhos, para que o Senhor os proteja do assédio na escola por causa de sua fé.

*Nome alterado por motivos de segurança.
Leia também
Irmãs pela fé: Galiya
Irmãs pela fé: Rita
FontePortas Abertas Internacional
TraduçãoCecília Padilha

Fonte: [Portas Abertas]

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...