10 de abr de 2010

A Apostasia nos últimos tempos















por Paulo Fagundes

"Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus," (2Tm 3:1-4)

1 - Nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis:

Está tomando conta das igrejas uma nova e moderna fé, que não vem do único Deus vivo, mas vem de outros deuses que residem no próprio homem. Com muitos confortos e com direito a todos os seus prazeres e vaidades na bagagem. Seus líderes tem carros luxuosos e mansões, fazem grandes eventos e muitas viagens, buscam fama, carreira política, dinheiro, sucesso, e outros pregam na televisão como artistas, tudo para o seu próprio deleite e sua própria glória. Enquanto o povo se corrompe. Bem vindo ao reino da apostasia!


2 - A Apostasia nos últimos tempos:

Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras e que têm cauterizada a própria consciência.” (1Tm 4.1-2)
Uma fé enganosa, vive nos prazeres e pensa que cumpre seus deveres de cristão, puro engano, somente sendo aperfeiçoado na palavra pelo Espírito ele nos dará entendimento e nos guiará pelo estreito caminho da verdade.

3 - Duro é este discurso:

"Quem comer a minha carne e beber o meu sangue permanece em mim, e eu, nele. Assim como o Pai, que vive, me enviou, e igualmente eu vivo pelo Pai, também quem de mim se alimenta por mim viverá. Este é o pão que desceu do céu, em nada semelhante àquele que os vossos pais comeram e, contudo, morreram; quem comer este pão viverá eternamente. Estas coisas disse Jesus, quando ensinava na sinagoga de Cafarnaum. Muitos dos seus discípulos, tendo ouvido tais palavras, disseram: Duro é este discurso; quem o pode ouvir?"(Jo 6.56-60)

Se ficarmos achando que a palavra de Deus é difícil de entender e quanto mais ainda difícil de obedecer, sabendo que tanto o compreender quanto o obedecer não depende de nós, mais do agir do Espírito Santo em nós, o que vai acontecer? A apostasia, o abandono da fé! O que precisamos fazer na busca de compreender e obedecer as escrituras? É importante entender as escrituras, pois a má compreensão de uma doutrina leva a má aplicação desta doutrina e a igreja tem a missão de ensinar e praticar o evangelho, com muito zelo pela verdade (ortodoxia e ortopraxia) que é o crer e praticar corretamente, e isto não é nada garantido é algo a ser continuamente observado. Mas como fazer isto nos tempos atuais com tantas forças que nos empurram em direções contrárias?

4 - Precisamos andar cheios do Espírito:

“E não vos embriagueis com vinho, no qual a dissolução, mas enchei-vos do Espírito,” (Ef 5.18)

"E segundo a sua vontade (de Deus) é que sejamos cheio do espírito e controlado pelo Espírito. O que significa ser controlado pelo espírito? Significa serdominado pela palavra, a palavra é inseparável do Espírito, o Espírito é o autor das escrituras. Ele é o autor, Ele é o que interpreta, Ele é o que aplica, Ele é o que capacita. O autor de sua própria palavra. Então quando falamos em ser cheios do Espírito, o Espírito nos controla quando estamos saturados com a verdade, quando estamos saturados com a Palavra, quando a Palavra se apodera de nossas mentes, a Palavra se apodera de nossas emoções e a palavra se apodera de nossas vontades. Nada místico, isso não é algo que acontece quando você tem uma experiência esotérica, isso não vem porque você falou em línguas ou alguém impôs as mãos em você e você caiu de costas. Ser cheio do Espírito significa ser controlado pelo espírito, o Espírito o controlará aplicando a palavra de Deus na sua vida. E Ele não pode aplicar aquilo que você não sabe. E então você passa a ser abundantemente enriquecido com a verdade divina, o que então passa a ser a verdade controladora pela qual o Espírito te direciona, para a vontade de Deus." (transcrito de uma pregação de J. MacArthur)

5 - Devemos seguir o apelo de Paulo na sua 2ª carta a Timóteo.

“ prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina. Pois haverá um tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceiras nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos a verdade, entregando-se as fábulas. (2Tm 4.2-4)
H. Richard Niebuhr já disse sobre a perspectiva do liberalismo teológico:“um Deus sem ira levou homens sem pecado para um reino sem julgamento pelas ministrações de um Cristo sem uma cruz”.
Oremos a Deus em nome de Jesus para que o Espírito Santo nos dê uma nova mentalidade, Ele que é o autor de sua própria palavra, e é o que interpreta, e o que aplica e também capacita, para que possamos entender as escrituras sagradas e praticar verdadeiramente o evangelho, para não cairmos na terrível armadilha da apostasia. Amém.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...