11 de jan de 2012

Cristãos são atacados e mortos na Nigéria

Intensificação de assasinatos anti-cristãos na Nigéria sugerem uma " limpeza étnica e religiosa sistemática", de acordo com os líderes do país igreja. A violência já matou mais de 30 pessoas no país.

"Eu estava liderando a congregação em orações. Nossos olhos estavam fechados quando alguns homens armados invadiram a igreja e abriram fogo contra a congregação”, disse o pastor nigeriano  Johnson Jauro.
Ayo Oritsejafor, diretor da Associação Cristã da Nigéria, disse neste sábado (07 janeiro) que os líderes da igreja haviam realizado uma reunião de emergência sobre os ataques crescentes que estão ocorrendo contra os cristãos nigerianos.
Pelo menos oito cristãos foram mortos quando homens armados invadiram uma igreja em Gombe, capital do Estado de Gombe, durante uma reunião de oração na quinta-feira à noite (05 de janeiro).
No dia seguinte, cerca de 20 cristãos foram mortos a tiros em Mubi, estado de Adamawa. Eles se reuniram para lamentar a morte de outro cristão que havia sido morrido na noite anterior. Os agressores gritavam "Deus é grande", enquanto eles dispararam contra os fiéis. Eles também carregavam facas e bastões.
Então na noite de sábado (07 de janeiro), três pessoas suspeitas de serem cristãos foram mortos a tiros na cidade norte-oriental do Biu.
Um porta-voz do Boko Haram reivindicou ataques após o ultimato de três dias, que expirou na quarta-feira (04 de janeiro).
O Boko Haram está lutando para criar um estado islâmico e impor a lei sharia. O grupo foi responsável por mais de 500 mortes em relação ao ano passado.
O grupo estava por trás de uma série de ataques contra igrejas e outros alvos em cinco estados durante o Natal, que deixou mais de 40 mortos e levou o presidente Goodluck Jonathan a declarar estado de emergência nas áreas mais problemáticas.
FonteBarnabas Fund
TraduçãoLuciana Azevedo  Via: [Portas Abertas]

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...