18 de nov de 2010

As perguntas erradas e as certas - John Piper

A ética ruinosa de meramente evitar


Uma das marcas dessa mentalidade do tempo da paz é o que chamo de uma ética da evitação. Em tempo de guerra nós fazemos perguntas diferentes sobre o que fazer com a vida do que fazemos em tempo de paz. Perguntamos: que posso fazer para avançar a causa? Que posso fazer para trazer a vitória? Que sacrifício posso fazer ou que risco posso assumir para asse¬gurar a alegria do triunfo? Em tempo de paz nossa tendência é perguntar: que posso fazer para ficar mais confortável? Para me divertir mais? Para evitar problema e, possivelmente, evitar pecado?

Se vamos pagar o preço e aceitar os riscos que custarão para fazer pessoas alegres em Deus, nós vamos além da ética de evitação. Esse modo de vida é totalmente inadequado para despertar as pessoas para a beleza de Cristo. Evitar dificuldades terríveis e comportamentos proibidos não impressiona a quase ninguém. A ética da evitação sozinha não recomenda Cristo nem glorifica Deus. Há muitos incrédulos disciplinados que evitam os mesmos comportamentos que os cristãos evitam. Jesus nos chama para algo muito mais radical do que isso.

As perguntas erradas e as certas

Pessoas que se contentam com a ética de evitar geralmente fazem a pergunta errada sobre comportamento. Elas perguntam: o que há de errado com isso? O que há de errado nesse filme? Ou nessa música? Ou nesse jogo? Ou nesses companheiros? Ou nesse modo de relaxar? Ou nesse investimento? Ou nesse restaurante? Ou em fazer compras nessa loja? O que há de errado em ir à casa de praia todo fim de semana? Ou possuir um lugar para férias? Esse tipo de pergunta raramente vai resultar num estilo de vida que recomenda Cristo como quem satisfaz a tudo e torna as pessoas alegres em Deus. Simplesmente resulta numa lista de coisas para "não fazer". Alimenta a ética da evitação.

As melhores perguntas para fazer sobre comportamentos possíveis são: como isso me ajudará a ter Cristo como tesouro mais precioso? Como isso me ajudará a mostrar que eu tenho Cristo como tesouro? Como me ajudará a conhecer Cristo ou demonstrar Cristo? A Bíblia diz: "Quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus" (ICo 10.31). Então a pergunta é principalmente positiva, não negativa. Como posso retratar Deus como glorioso nessa ação? Como posso me deleitar glorificando-o nesse comportamento?

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...