18 de nov de 2010

A Oração É para a Glória do Pai - John Piper


Jesus ensinou isso aos discípulos antes de partir. Ele disse-lhes: “Tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho” (Jo 14.13). Em outras palavras, o propósito supremo da oração é que o Pai seja glorificado. O outro lado aparece em João 16.24. Jesus diz: “Até agora nada tendes pedido em meu nome; pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja completa.” O propósito da oração é que nossa alegria seja completa. A união dessas duas metas - a glória de Deus e a alegria de seu povo - é preservada no ato de orar.

O zelo que os apóstolos tinham na exaltação da suprema influência de Deus, em toda sua obra missionária, foi edificado sobre eles por Jesus. Em João 15.5 Jesus diz: "Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer." Portanto, somos real e totalmente ineficazes como missionários por nós mesmos. Podemos ter muitas estratégias, planos e esforços, mas o efeito espiritual para a glória de Cristo será nulo. De acordo com João 15.5, Deus não pretende que sejamos infrutíferos, mas que produzamos "muitos frutos". Por isso, ele promete fazer a nós e por nosso intermédio aquilo que não podemos por nós mesmos.

Como, então, glorificamos a ele? Jesus dá a resposta em João 15.7: "Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito." Oramos e pedimos a Deus para que ele faça por nós, por intermédio de Cristo, o que não podemos fazer por nós mesmos - frutificar. Então o versículo 8 mostra o resultado: "Nisto é glorificado meu Pai, em que deis muito fruto." Então como Deus é glorificado pela oração? A oração é a admissão aberta de que, sem Cristo, nada podemos fazer. Ela é o desvio de nós próprios para Deus na confiança de que ele provera a ajuda que necessitamos. A oração humilha-nos como necessitados e exalta Deus como todo-suficiente.

Eis por que o empreendimento missionário avança por meio da oração. A finalidade principal de Deus é glorificar-se. ele fará isso no triunfo soberano do seu propósito missionário de que as nações o adorem. Ele garantirá esse triunfo entrando na batalha e tornando-se o principal combatente. E ele fará esse compromisso evidente, por meio da oração, a todos os participantes. Porquanto a oração mostra que o poder é do Senhor. A abrangência de seu compromisso poderoso na batalha das missões torna-se evidente pela série de coisas pela qual a igreja ora em seu empreendimento missionário. Consideremos o espantoso alcance da oração na vibrante vida missionária da igreja primitiva. Quão grandemente Deus foi glorifiçado na amplitude da sua provisão!

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...